Alok cria polêmica ao lançar remix do Mamonas Assassinas

O Facebook serviu de palco para uma polêmica envolvendo o DJ brasiliense Alok e a banda Mamonas Assassinas, famosa nos anos 1990.

O artista lançou nesta semana um remix da música “Pelados em Santos”, um dos principais hits da década, e foi duramente criticado pelo produtor do antigo grupo nesta quinta-feira (14/12).

Em resposta, Alok agradeceu “pelo marketing” em um live no Instagram e pediu para que ele fosse ao estúdio do artista “fazer críticas construtivas”.

“De repente tem algo pra você ensinar pra gente, e a gente tem muito o que ensinar para você também. Vem pra cá pra você dar uma atualizada”, disse.

Alok também explicou que a família do Dinho, vocalista da banda morto com os outros integrantes em 1996 num acidente de avião, consentiu com o remix.

“A gente tem o direito de mudar o arranjo dela. Assim como eu fiz com a música do Mick Jagger” anuncia.

Rick resolveu continuar a discussão rebatendo as falas do DJ no Facebook e reafirmando as críticas negativas sobre o remix e afirmando que a “bronca” servia para lembrar o artista de “sua responsabilidade social”.

“Os Mamonas não podem ser conhecidos pelas novas gerações pela letra que você deixou no remix. Não se pode cortar a letra de uma obra dessa importância”, ressaltou.

SHARE