Empresas disputam gestão do São João 2017

Duas empresadas sediadas em Pernambuco vão disputar a gestão do São João 2017 de Campina Grande. Conforme estabelecido em edital, dentro do modelo de Parceria Público Privada (PPP), as duas opções habilitadas pela Prefeitura de Campina Grande são a Aliança Comunicação e Cultura e a Branco Promoções e Eventos, ambas sediadas em Pernambuco.

A edição da festa junina ainda está em fase de planejamento, mas a prefeitura já confirmou que haverá mudanças no layout e logística da festa no Parque do Povo. Algumas atrações já constam na “lista de interesse” da organização. O evento acontece do dia 2 de junho ao dia 2 de julho.

As concorrentes entregaram à equipe da Secretaria de Administração os envelopes com a documentação solicitada e propostas. A reunião de abertura e recebimento de envelopes ocorreu às 8h desta sexta-feira (17), na Comissão Permanente de Licitações (CPL), da Secretaria de Administração Municipal.

De acordo com o ritual inerente à disputa, ficou definido que haverá a publicação, no Diário Oficial do Estado (DOE) deste sábado, da habilitação das duas empresas. Neste final de semana, a Comissão de Licitação fará a verificação criteriosa sobre a documentação apresentada pelas candidatas e, na próxima semana, deverá ser divulgado o resultado oficial.

Caso haja algum recurso contestatório, será aberto um prazo de até cinco dias para julgamento. De acordo com o secretário Paulo Roberto Diniz, da Administração Municipal, o processo licitatório seguirá as etapas previstas em lei, com transparência e melhores práticas da concorrência pública.

Programação de shows
Como a licitação ainda não foi concluída, nenhuma atração musical foi confirmada. Entretanto, o prefeito disse que a proposta da licitação já inclui uma lista de interesse em artistas para o São João que, entre outros nomes, inclui a banda Aviões do Forró, Wesley Safadão, Nando Cordel, Elba Ramalho, Alcymar Monteiro, Capilé, Biliu de Campina e Flávio José.

A prefeitura também disse que vai manter a parceria com a igreja católica e promover shows de padres cantores, como nos últimos quatro anos. A lista de interesse inclui o Padre Fábio de Melo e o Padre Reginaldo Manzotti. “Ainda não podemos dizer quais artistas vão estar na festa. A intenção é manter a base do que tivemos no ano passado, com a proposta de trazer principalmente artistas da terra e de tradição.

Estrutura sem ‘front stage’
Para o Maior São João do Mundo 2017, a prefeitura pretende manter o layout dos últimos anos com o palco principal na parte superior do Parque do Povo, contando ainda com mais três ilhas de forró e um palco alternativo na parte inferior, além do palco na pirâmide central. Uma novidade para 2017 é que a prefeitura determinou que, pelo menos, dois terços do palco principal fique com a frente livre para o público.

Orçamento reduzido e ‘compartilhado’
Por conta das despesas geradas na edição do São João do ano passado, a prefeitura de Campina Grande pretende diminuir o investimento direto feito e compensar com o apoio dos patrocinadores. “Em 2016 a prefeitura gastou cerca de R$ 8 milhões, mais outros R$ 3 milhões da empresa captadora. Este ano a meta é diminuir o gasto da prefeitura para R$ 3 milhões. Diferente dos outros anos, tudo vai ser compartilhado”, disse Romero Rodrigues.

Nesta terça-feira (21), o prefeito de Campina Grande esteve em Brasília, no Distrito Federal, e procurou o Ministério da Cultura. O objetivo foi buscar apoio federal para que a festa tenha mais patrocinadores e para a promoção do evento. A ação também tem o apelo da prefeitura de Caruaru, em Pernambuco, que firmou uma parceria com Campina Grande.

Trânsito pode ter mudança
A prefeitura de Campina Grande informou que a festa pode ter outras mudanças no layout. Por recomendação do Ministério Público da Paraíba (MPPB), está sendo analisada a possibilidade de manter parte da Rua Sebastião Donato livre para o trânsito de veículos, tendo em vista que, ao longo da festa, a maior parte dela é interditada.

“Ainda não tem nada certo, mas estamos atendendo o pedido do MPPB e vamos ver se é viável. Inicialmente, o plano é tentar manter pelo menos uma faixa para que os carros passem pela lateral da estrutura da festa”, explicou Romero Rodrigues.

Quadrilhas juninas e trios de forró
As datas para as competições ainda não foram definidas, mas a prefeitura também confirmou o apoio as quadrilhas juninas de Campina Grande e também aos trios de forró pé-de-serra que devem ter apresentações nos 30 dias de festa.

SHARE