‘Show das poderosas’ de Anitta é plágio de funk de MC Bruninha, revela nova perícia

A cantora Anitta foi inocentada, em 2015, em 1ª instância de uma acusação de plágio feita em 2015 relacionada ao seu primeiro hit “Show das Poderosas”. Agora, uma nova perícia confirmou a cópia e o resultado será utilizado durante o julgamento do caso. A informação foi divulgada neste domingo (28) pela coluna do jornalista Ancelmo Gois, do jornal ‘O Globo’.

De acordo com o jornalista a perícia indicou que o sucesso da carioca seria uma cópia da música “Corpo de Mola”, de MC Bruninha. A canção, escrita em 2011 por sua mãe, Jane Lopes de Andrade, não chegou a ser gravada. “Antigamente, a gente trabalhava na mesma empresa. Era tudo junto. A minha mãe, que é muito boa de ouvido, escutou e pensou: ‘Parece com a música que eu fiz para a Bruninha. Foi onde rolou isso tudo. Eu fiz uma matéria, para um outro meio de comunicação… Ela viu e de repente, não sei, acabou copiando a melodia”, informou MC Bruninha em entrevista ao Yahoo!.

Ainda segundo a coluna do ‘O Globo’, a nova perícia foi realizada por um professor da Manhattan School of Music, localizada Nova York.

Show das Poderosas” e “Corpo de Mola”, segundo os argumentos de MC Bruninha, se encontram sonoramente em dois momentos: no início das músicas, enquanto Anitta canta “pre-pa-ra”, Brunninha diz “re-bo-la”. Na segunda estrofe, a melodia coincide novamente quando Anitta volta a dizer “pre-pa-ra” e Brunninha segue com “re-que-bra”.

“A composição ´Show das Poderosas´ não constitui, no todo ou em parte, plágio, cópia ou imitação da canção ´Corpo de Mola: Você vai pirar´”, diz a primeira sentença do juiz Mauro Nicolau Junior, titular da 48ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio. Na época MC Bruninha teve que pagar R$ 30 mil de custas processuais.

Procurada pela reportagem, as assessorias de Anitta e da MC Bruninha não foram localizadas para comentar a nova perícia que foi pedida pelo desembargador Carlos José Macedo. O julgamento está em 2ª instância. Ou seja, ainda tem muita nota musical para rolar nesse processo.

SHARE