Vizinho chama a polícia e Show de Simone e Simaria é interrompido

A polícia local interrompeu o show, que acontecia no River Yacht Club, e obrigou a dupla a encerrar sua performance e deixar o palco 15 minutos antes do previsto. O diretor e publicitário Rodrigo Branco, que acompanha as cantoras em Miami, explicou que o motivo esteve relacionado ao local que recebia a apresentação.

De acordo com Branco, o proprietário do River Yacht Club havia dito que possuía todas as documentações necessárias para o show, mas não era verdade. A apresentação precisou ser interrompida pelas autoridades por essa razão, que não teve a ver com Simone e Simaria ou com a produção do espetáculo.

O site do jornal Extra relatou outras duas justificativas para o encerramento da performance. Além do local do show estar em área residencial, pessoas relataram que ocorreram oito brigas antes da chegada da polícia.

A dupla fez uma breve publicação, nas redes sociais, sobre o show em Miami. Nâo foi mencionado que a apresentação foi encerrada antes do previsto.

Vizinho chamou a polícia, diz contratante de Simone e Simaria

Foi um vizinho quem, incomodado com os decibéis da dupla Simone e Simaria e do público que a acompanhava na casa noturna River Yacht Club, acionou a polícia de Miami, na madrugada do último sábado. Os policiais chegaram ao estabelecimento, um restaurante com espaço para eventos e capacidade para até 1.500 pessoas, e logo desligaram o som, encerrando o show 15 minutos antes do previsto. Segundo a WFX Productions, empresa de brasileiros radicados nos Estados Unidos que contratou a dupla, a queixa do vizinho se devia ao barulho, que a casa noturna não conseguiu impedir de se dispersar. Pela lei local, a apresentação poderia ir até as 2h, horário inicialmente previsto para terminar.

“Devido ao barulho excessivo na área residencial, a polícia de Miami decidiu encerrar o evento 15 minutos antes do horário previsto, sem mesmo notificar a organização, ‘frustrando’ os fãs e todos os envolvidos”, diz comunicado enviado pela WFX Productions a VEJA. Ainda segundo a produtora, não houve brigas na plateia e a polícia não chegou a registrar um boletim de ocorrência.

SHARE